segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Na fazenda

De visita aos avós e bisavós passámos à fazenda. A apanha da batata era o trabalho da altura.
Elas gostaram de estar no trator e ver as batatas. Eu tive a minha dose de apanhar batatas na infância e juventude e digo que não tenho saudades do sol intenso, pó e cansaço de, por vezes, 12 horas de trabalho. Agora grávida, estive o menos tempo possível ao sol tórrido e sem ventinho nenhum.





sábado, 20 de agosto de 2016

Experimentei a máquina de costura

Tenho um casamento um dia destes e não encontro vestidos iguais ou idênticos para elas (obviamente pois estamos em Saldos e no fim da estação).



Aventurei-me a olhar para uma revista e a pedir ajuda para costurar uns vestidos. 
Eu devia estar a pensar que em meia dúzia de dias os fazia...enganei-me. 
Passaram 2 semanas e a minha "instrutora" obrigou-me a fazer e desfazer... pois não estava bem feito.

Treinei primeiro num outro tecido.



 Hoje devo começar mesmo no tecido que escolhi.

A Salomé adora revirar os carrinhos de linhas e alinhá-los. Mar e Sal não podem estar muito tempo juntas que despoleta asneirada.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Muita praia

Temos ido à praia quase todos os dias (de manhã ou de tarde conforme a maré).
A Margarida não sai de dentro de água e a Salomé gosta mais de pequenas piscinas e de brincadeiras na areia molhada.
O pai vai com a Mar e eu mais com a Sal.
Levamos muita fruta, água e bolachas para o lanche. Depois quando aquece mais arrumamos e saímos. Elas adormecem sempre pelo caminho e quase sempre conseguimos tirar a Sal do carro sem acordar. Almoçamos e tomamos banho. Depois da sesta vão para a piscina do avó (não!Passa de uma mera selha de plástico mas elas dizem ser uma piscina).
Quando vamos de tarde deixamos dormir a sesta depois do almoço e a seguir partimos. Ontem estivemos até ao pôr-do-sol.




sábado, 6 de agosto de 2016

Juntinhas ou à bulha

Estas minhas duas pipocas são assim: ou andam nos "loves" ou à "bulha". Ontem andaram pelo jardim e parque sempre juntinhas e muito bem comportadas para logo chegarem a casa e a Sal desatar a arrancar cabelos à Mar.
Muitas vezes perco a paciência, depois conto até 10, inspiro e expiro e lembro-me do que fazia com o meu irmão nestas idades....